O que são as endorfinas?

As endorfinas são substâncias que o organismo sintetiza de forma natural, são as células situadas ao nível do hipotálamo e da glândula pituitária que se encarregam de sua segregação. . Estão presentes também no sistema digestivo e na medula espinhal. A questão que aqui nos interessa é que as endorfinas são liberados apenas em determinadas situações, tais como o estresse, a dor, o esforço intenso ou a excitação sexual. É nessas situações em que as endorfinas liberadas atuam como analgésicos naturais. O que queremos dizer com isso? Que agem atenuando a dor.

Se o hipotálamo está submetido a uma certa excitação, a sensação de euforia motivada pela liberação de endorfinas se mantém. Além de regular a função respiratória, as endorfinas atuam também induzindo o sono. No caso do ato sexual, quando se atinge o clímax, ou seja, o orgasmo, as endorfinas atuam em determinadas áreas do hipotálamo, promovendo o relaxamento do corpo

O que implica um baixo nível de endorfinas

Às vezes, há certos sintomas indicativos de um nível de endorfinas baixo. Por exemplo, se uma pessoa tem dificuldade em aproveitar a vida, encontrar motivações em suas rotinas diárias ou sente que as boas notícias apenas representam uma alegria momentânea ou de baixa intensidade, possivelmente, os níveis de endorfinas são bastante baixos.

De fato, se as pessoas tivéssemos um nível nulo de endorfinas, não sentiríamos prazer por nada. As pessoas com um nível muito baixo de endorfinas são muito mais sensíveis e sofrem mais do que outras, perante as adversidades da vida e das decepções. Com certeza, têm mais dificuldade de superar essas situações e se sentem parte de estagnação e presas. Costumam ser pessoas que choram com regularidade ao sentir-se desbordadas facilmente. Além disso, sentem-se tristes, muitas vezes ou sofrem períodos de tristeza sem razão aparente ou, pelo menos, sem chegar a exterioriza-lo e mostrá-lo perante as pessoas de seu ambiente.

Como aumentar as endorfinas

Se queremos aumentar os níveis de endorfinas, podem ajudar-nos algumas atividades como, por exemplo, a meditação e a prática de atividades relaxantes, e é que esta será uma boa forma de combater o estresse e alcançar um maior bem-estar emocional.

Também é importante mudar a nossa forma de comer, já que a alimentação tem um papel muito importanteen o nível de endorfinas . Outros alimentos que favorecem a segregação destes hormônios são os alimentos doces, ricos em vitamina B e C e as leguminosas. Às vezes, tudo se explica por questões genéticas, por isso que, nestes casos, deveremos explorar em nosso histórico familiar.

Seja qual for o motivo que leva a um baixo nível de endorfinas, é importante que façamos o possível para reverter a situação. Sobre tudo porque são as responsáveis, entre outras coisas, de ajudar-nos a recuperar a calma após as experiências negativas. Após os eventos traumáticos, como a perda de alguém muito querido, ter um nível mais baixo ou mais alto de endorfinas pode ter muito que ver e influenciar na nossa recuperação.

Se o normal é se recuperar depois de um tempo, quando a pessoa tem baixos níveis de endorfinas, experimenta uma dor emocional e físico mais intenso do que o habitual. Além disso, terá mais dificuldade para recuperar-se por completo e voltar a sentir-se bem. Em suma, como dissemos antes, tudo será mais complicado sem o analgésico emocional natural que representam as endorfinas.

No seguinte artigo do Remédio em Conta explicamos mais sobre Como aumentar as endorfinas.

Este artigo é meramente informativo, no Remédio em Conta não temos autoridade para prescrever qualquer tratamento médico, nem fazer qualquer tipo de diagnóstico. Nós convidamos você a ir a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de doença ou mal-estar.
Se você deseja ler mais artigos parecidos a Como atuam as endorfinas, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde mental.