Você também pode gostar: Como conviver com o transtorno esquizoafectivo da personalidade Passos a seguir: 1 Sintomas. . Durante um período contínuo de tempo, a pessoa sente alguns sintomas psicóticos em conjunto com a ocorrência de um episódio depressivo maior, episódio misto ou episódio maníaco. A si mesmo, durante o período que dura a perturbação, a pessoa experimentou durante 2 semanas, pelo menos, idéias delirantes e alucinações, na ausência de sintomas afetivos importantes. 2 Sintomas psicóticos. Durante pelo menos um mês a pessoa experimentou algum dos seguintes sintomas: ideias delirantes (em geral, trata-se de delírios paranoides), alucinações (mais freqüentemente, são auditivas), linguagem desorganizado (a linguagem é inconsistente), comportamento desorganizado. Há uma deterioração da percepção da realidade que afeta a pessoa em vários aspectos. 3 Sintomas afetivos. Durante o período que dura a perturbação esquizoafectivo, foi apresentado um episódio depressivo maior, episódio maníaco ou um episódio misto. No caso do episódio depressivo maior, este deve ter pelo menos uma duração de 2 semanas, em relação ao episódio misto e maníaco, a sua duração deve ser de, pelo menos, 1 semana. 4 Início e duração. Esse transtorno geralmente começa na idade adulta, tende a permanecer durante pelo menos 6 meses. Os sintomas psicóticos costumam aparecer durante os primeiros 2 meses. Os 3 meses seguintes, os sintomas afetivos se conjugam com os sintomas psicóticos, para que, finalmente, no último mês só se apresentem os sintomas psicóticos novamente. 5 Subtipos. Dentro do transtorno esquizoafectivo, podem-se distinguir dois subtipos, que são determinados de acordo com o transtorno afetivo predominante. Deste modo, existe o tipo bipolar, que é quando se apresenta um episódio maníaco ou misto, ou o tipo depressivo, que é quando o transtorno do estado de ânimo que se apresenta corresponde a um episódio depressivo maior . A pessoa que atravessa um transtorno esquizoafectivo experimenta uma deterioração de sua vida profissional, social e familiar. É comum que a pessoa comece a ter dificuldades para cuidar de si mesmo, pouco a pouco, comece a isolar-se e abaixe o desempenho de trabalho. Também é importante esclarecer que existe um aumento do risco de suicídio. 7 Tratamento. Em primeiro lugar, cabe esclarecer que é de suma importância que se concorre com um médico especialista para um adequado diagnóstico. Geralmente, o tratamento envolve o consumo de determinados medicamentos para tratar os sintomas, como o são: antipsicóticos, antidepressivos, ansiolíticos, entre outros. Ao mesmo tempo, recomenda-se a psicoterapia que acompanhasse e complementará o consumo desses medicamentos. Este artigo é meramente informativo, em MedicamentosClub não temos autoridade para prescrever qualquer tratamento médico, nem fazer qualquer tipo de diagnóstico. Nós convidamos você a ir a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de doença ou mal-estar. Se você deseja ler mais artigos parecidos a Como reconhecer o transtorno esquizoafectivo, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde mental. Dicas Se você acha que alguém sofre de sintomas de transtorno esquizoafectivo, consulte um especialista.