Você também pode gostar: Como tratar o cotovelo de tenista Passos a seguir: 1 O tratamento inicial para o cotovelo de golfista, implica um período de descanso não superior a 2 dias, já que isso cronificaría a patologia. 2 Você pode aplicar gelo no cotovelo afetado. Nunca aplicar gelo diretamente, mas em sacos especiais para este fim, ou simplesmente envolvidos em um repasador ou um lenço. 3 É de uma utilidade codera, que comprime os músculos, já que impede a contração completa dos músculos extensores, o que reduz a lesão que produz a tensão sobre o tendão extensor. 4 Esta compressão deve ser exercido a partir de uma região distal ao cotovelo, por isso deve-se comprimir de 4 a 5 cm do braço até o cotovelo. São, de preferência, as coderas que abrangem mais superfície e são colocados o mais baixo possível, assim, que comprime os músculos do antebraço. 5 Como em toda doença muscular e articular, os anti-inflamatórios não esteróides são úteis para diminuir a dor. Os recomendados são: paracetamol (500 mg/6 horas), ibuprofeno (200 mg/8 horas), ácido acetilsalicílico (325 mg/8 horas), diclofenac (50 mg/8 horas). 6 No caso em que a dor não diminuir ou estão contra-indicados os anti-inflamatórios não-esteróides, pode-se aplicar infiltrações locais com corticosteróides, que produz alívio dos sintomas em 90% dos casos. 7 Esta infiltração pode ser repetida em quatro a oito semanas, se não houve resposta ou houve recidiva, mas não deve reiterarse mais de três ou quatro vezes, já que é pouco provável que seja eficaz. 8 Depois que a dor do cotovelo desapareceu é importante recomendar um programa de exercícios para fortalecer os músculos extensores. Este artigo é meramente informativo, em MedicamentosClub não temos autoridade para prescrever qualquer tratamento médico, nem fazer qualquer tipo de diagnóstico. Nós convidamos você a ir a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de doença ou mal-estar. Se você deseja ler mais artigos parecidos a Como tratar o cotovelo de golfista, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e efeitos colaterais. Dicas Nos casos refratários, em que os sintomas persistem por mais de 6 a 12 meses pode fazer o tratamento cirúrgico. Em caso de dor de cotovelo, consulte um médico, pois nem todas as dores têm o mesmo tratamento.