Não deixam de ser uma cirurgia maior ou menor, de modo que têm que ser precedidas de uma boa reflexão que nos ajude a avaliar os prós e os contras de nossa decisão final e a ter amarrado todos os cabos. Para nos ajudar, para isso, ninguém melhor do que os profissionais da saúde e da cirurgia, que se encontram ao nosso serviço para resolver nossas dúvidas e nos ajudar em todos os passos do processo de decisão. Falamos hoje da operação de aumento de mama, uma das mais procuradas entre as mulheres de entre 20 e 30 anos. Esta cirurgia foi alterado e melhorado com o passar dos anos, e hoje em dia temos à nossa disposição novas técnicas e materiais que fazem a intervenção mais segura e que oferecem melhores resultados. O que é que devemos nos perguntar antes de se submeter a uma operação de aumento de mama? Quais são os tipos de implantes são os melhores? Existem diferentes tipos de implantes que podem ser usados para as próteses mamárias: insufláveis, recheados de soro fisiológico ou preenchimento de gel de silicone. Os mais utilizados são estes últimos, já que o risco de fuga é mínimo e dão um resultado muito natural à vista e ao toque. Se falamos da forma dos implantes, o mais habitual é fazer uso dos conhecidos como implantes anatômicos ou com forma de lágrima, enquanto que nos últimos anos se passaram mais os redondos. Também as modas mudam conforme você vai melhorando a tecnologia ao nosso alcance. Qual o tamanho de prótese preciso? Outra das preocupações mais frequentes é a de passar ou ficar curtas em relação ao tamanho. Neste ponto é muito importante o aconselhamento do profissional da cirurgia para que nos possa orientar. Há que ter em conta que o tamanho dos seios deve estar em consonância com a nossa constituição corporal e com o resto das nossas medidas para que tenha um aspecto mais natural possível. É sempre melhor pecar conservadoras para mais altos, mais tarde, se ficarmos com vontade de mais. Você Me ficará cicatriz visível? A partir dos seis meses, as cicatrizes tendem a ser quase invisíveis: por um lado, porque são feitas em locais estratégicos onde não são visíveis à primeira vista, e por outro, porque a pele muda de pigmentação e a cicatriz fica difusa. A prótese pode ser colocada bem acessando pela área da aréola, no sulco sub-mamário ou com uma incisão perto da axila (menos habitual): isso depende do caso específico de cada paciente e é o médico quem deve lo. As cicatrizes na região areolar são praticamente invisíveis. Tenho que ficar internada? Qual a anestesia utilizada? Pode-Se usar anestesia local ou geral. Habitualmente usa-se anestesia geral, pois é uma forma de ter controladas com perfeição as constantes da paciente. A intervenção pode durar cerca de uma hora e, em seguida, a mulher levanta a planta. Durante essa noite, a paciente permanece em observação no centro, onde foi operado e, se tudo correr bem, no dia seguinte, pode voltar para sua casa. Como é o pós-operatório? O pós-operatório após a intervenção de aumento de mama costuma ser muito simples, sendo necessário apenas tomar analgésicos e anti-inflamatórios durante os próximos 7 dias. O mês posterior à operação, você deve usar um sutiã especial, também para dormir, de que constem o peito. Quando posso voltar a minha vida normal? Geralmente, depois de uma intervenção de aumento de mama recomenda-se passar pelo menos uma semana de vida tranquila, após a qual podem ser retomadas as atividades do dia a dia. No caso do esporte é importante deixar passar uns dois ou três meses antes de voltar a trabalhar nesta área, limitándonos deste modo, a práticas desportivas que não sejam de alto impacto. Também devemos evitar tomar sol até dois meses após a intervenção, já que os raios solares podem afetar a pigmentação e a cicatriz, em todo o caso, o período de tempo depende sempre do tipo de pele do paciente.